08 janeiro 2010

Capítulo 64 - Você;

 Mais um dos textos da garota. Esse foi encontrado sobre a cama, com uma lágrima deixada sobre ele.

Eu estou pouco me lixando se você vai ler essa porcaria inteira ou não. Eu só precisava tirar esse peso de mim.
E não venha me dizer que tudo isso foi por causa de uma porcaria de choque de realidade, tudo bem? Porque se choque de realidade mudasse completamente uma pessoa, eu não seria mais quem eu sou.

Quem é você, por obséquio?
Porque eu não sei mais quem você é.
Você costumava ser meu amigo... mas, quem é você e o que você fez com o meu amigo?
Eu ainda me lembro como você costumava ser tudo pra mim. Uau, você costumava ser meu amigotraçoirmão, aquele que sempre está certo mesmo quando eu acho que está errado, aquele que sabia o que dizer.
Mas você não é mais. Você mudou. Ah, como mudou.
O garoto que eu conheci, nossa, ele era incrível. Mas você... você é normal.
Mais um no meio dos seis bilhões de pessoas que habitam o planeta Terra.
Eu lembro de cada conversa que eu tive com você. Uma diferente da outra.
Seu humor era o melhor. Seu modo de tentar reinventar tudo a todo momento, era ótimo.
Eu não tinha essa disposição toda. Mas quando eu estava com você, você conseguia me animar.
Eu ainda lembro da conexão fraternal que eu tinha com você. Quando nós conversávamos, mesmo que fosse por msn, eu conseguia saber do seu humor. Eu sentia. Por mais que você me dissesse que estava bem, eu conseguia sentir quando você não estava.
Se você estava mal, eu estava mal também.
Acredite se quiser. Durante as provas bimestrais, durante aquela sua depressão, eu fiquei mal por você também.
Eu não conseguia estudar, não conseguia fazer a prova, não conseguia tirar meu pensamento de você.
Ficava me perguntando se você tinha ido à escola, se você tinha feito a prova, se você tinha estudado, se você tinha melhorado e tudo mais.
Pergunte a qualquer um dos que estudam comigo.
E nossa, eu fiz de um, tudo pra tentar tirar você daquele estado.
Eu queria meu irmão de volta, era tudo o que eu queria.
Não era a mesma coisa sem você.
Eu lembro quando nós passávamos a tarde falando sobre besteiras no msn, qualquer coisa era assunto, nossa, eu realmente me divertia, eu não me importava com o que os outros falavam, você era um exemplo pra mim.
O amor que um fã tem por um ídolo, eu tinha por você.
Eu nunca entendi muito bem o que significava ter um melhortraçoamigotraçoirmão, mas quando eu tava perto de você, eu sabia.
Eu lembro quando minhas amigas falavam mal de você e eu só sabia te defender. Eu via o lado bom em você que elas não conheciam. Mas esse seu lado bom... você o trancafiou, não foi?
Eu lembro quando eu costumava não ter nenhum amigo por perto, e eu tinha você.
Eu lembro quando você costumava me apoiar e me mandar seguir em frente mesmo quando eu não conseguia.
Eu lembro quando as coisas estavam ruins e eu pensava em você.
Eu ainda lembro.
Lembra quando você me disse que eu talvez fosse a única que te entendia? Eu cheguei a pensar que você talvez fosse o único que me entendesse em toda essa Terra verde.
Mas talvez eu tenha me enganado, você não me entende. Você não gosta de mim, não é?
Você não gosta da minha companhia, de conversar comigo, de falar comigo, de me dar bom dia, de falar oi pra mim, de olhar pra mim, de sequer me responder quando eu - por educação - falo com você, não é?
Eu lembro quando eu ainda tinha um amigo.
E eu lembro quando eu ainda podia chamar ele de amigo.
Mas por pior que as coisas estejam, eu vou continuar a te defender sempre que falarem mal de você perto de mim, vou continuar a lembrar de você quando ouvir a música que você mais gosta  de uma das minhas bandas favoritas, vou continuar a lembrar de você quando abrir minha conta de msn sópravips, vou sempre procurar seu status na minha lista de contatos quando eu ficar online e vou me lembrar dos seus conselhos idiotas.
Me desculpa por estar na sua vida se você nem ao menos se importa comigo. Não era a minha intenção.
 
Eu só não consegui me adaptar a esse seu novo eu. Você fez um upgrade para uma versão que não é compatível comigo.
Eu só queria ter meu amigo de volta, mas eu não vou conseguir, não é?






De qualquer modo, eu gostaria que você soubesse que eu te adoro. Nossa, eu te adoro como ninguém. Você significa tanto pra mim que eu mal consigo explicar. De qualquer modo:

Me desculpa, de novo.


Fim do capítulo 64;

3 notas de rodapé:

AmeninaquecomeuoBono. disse...

Carambaa,eu li tudinho e amei o teu texto.Sério.Amei muuuito,porque me identifiquei com ele.Perdi uma amiga porque ela mudou seu comportamento.
Amei muuuiitooo *___*

Jotapê disse...

Prii, acho que é esse é o seu melhor post :D
é uma representação de amizade imensa. você nem sabe o quão feliz e ao mesmo tempo triste que isso tá; e essa contradição faz com que percebemos o que é realmente chamar alguém e amigo (:

Nicholas disse...

belo texto,muita verosemelhança mesmo