12 setembro 2009

Capítulo 51 - As desconcordadas;

E então, Priick e seus amigos, decidiram esperar por seus pais próximos ao portão da escola. Todos sentados no chão mesmo.
Enquanto conversavam, Priick comentou com uma amiga, sobre o nome do grupo de uma promoção que as duas estavam participando.
-E o nome do grupo? A gente podia mudar.
-É, eu não gosto muito do nome, não.
Após discutirem sobre alguns nomes, não entraram em acordo algum.
-Reparou que a gente não concordou em nada até agora?
-É... Podia ser as desconcordadas o nome do grupo. Imagina que legal!
-Legal? Você tá com febre? Isso parece nome de música de funk.
-É, imagina só. As desconcordadas, tuntz, tuntz, tuntz, tuntz.
Após algumas discussões, as garotas decidiram que deixariam o nome do grupo como estava.
Qualquer coisa era melhor que as desconcordadas, não?
E então, a reunião se iniciou.
A mãe de Priick pegara o boletim. E não havia nenhum I.
A não ser por um I que saira computado errado.
Ah, não há palavras para explicar a felicidade que a garota sentiu.
E então, as mães se revoltaram contra um certo professor para questionar sobre as tais notas baixas que a maioria dos alunos vinham tirando em sua matéria.
O quebra pau fora tão grande, que todos os alunos presentes acharam que sairiam mortos dali mesmo.
Ou então, que estariam mortos na terça feira - dia em que haveria aula da tal matéria.
Mas no final, ninguém saira morto.
E então, Priick fora para casa, almoçara, e voltara à escola para fazer uma prova de física.
Era algo como uma competição, uma olimpíada.
Muitas das garotas que estavam presentes no local, consideraram o rapaz que aplicara a prova um tanto quanto gato.
Priick, contradizendo todas, achou o rapaz bonito, até.
Após fazer a prova, a garota não achou que acertara muitas. Ela chutara a maioria, era fato.
Mas era só por fazer mesmo, não esperava ganhar nada.
Ligara para seu pai e esperara que ele a buscasse durante meia hora.
A garota ficara profundamente irritada por ter que esperar no portão da escola, sozinha, durante meia hora.
Só não havia ido para casa de ônibus pois estava sem seu bilhete único, e não foram a pé pois estava cansada e com seu celular em mãos e tinha medo de ser assaltada.



Fim do capítulo 51;

6 notas de rodapé:

cáa disse...

hm.

Livi disse...

Prickk
Tem um selinho no meu blog pra tú...
Passa lá

Are Two Brothers, Are Two Psichopaths disse...

adorei o post!
se possivel...entra no meu blog e da uma olhada...nele eu e mais um amigo postamos sobre o dia a dia, sobre contos e escrevemos alguns artigos de opinião!

http://aretwobrothers.blogspot.com/

;] obrigado

Babih Xavier disse...

Esse é o tipo de texto que obriga
a curiosidade da gente a voltar neh
ahuahuahau

amei o blog ^^

cáa disse...

hm +1 -q

Jéh disse...

hahahaha. Coitados dos alunos com medo de serem mortos #euridessaparte
Postei a 3ª parte de Cinderela às avessas, se puder ler eu acho que ficou bem legal (: