07 setembro 2009

Capítulo 48 - Bipolaridade;

Priick levantou-se na sexta feira, como fazia todos os dias, chegou à escola, como fazia todos os dias.
Teve uma aula de matemática adorável, a não ser pelo mau humor do professor, uma aula de português adorável também e um recreio um tanto quanto digno.
Estava conversando com sua amiga, sobre um post num blog de uma amiga, quando um certo alguém veio falar com ela.
De fato, ela já não estava mais tão surpresa assim.
Há algumas semanas já, ela vinha se perguntando, se gostava mesmo de rival. Ele... era como um irmão para a garota, de fato. Mas... aquela mágica que ela sentia no começo do ano, havia sumido.
Era como se a amizade preenchesse o que ela sentia anteriormente. Ela se contentava com aquilo agora. E não precisava de mais nada.
E ela sabia que não estava se enganando como fizera outras vezes. Era de verdade, ela não gostava mais dele.
Mas oras, não é que a convivência trás a bipolaridade?
Após alguns esclarecimentos de ambas as partes, ficou claramente claro para a garota que a amizade supera qualquer outra coisa, e ela pode preencher o mais falso dos sentimentos - mesmo que às vezes esse sentimento pareça verdadeiro.
Quando em casa, já. A garota estava folheando alguns papéis recortados, e ela percebeu o quanto ela pensava num certo garoto que possuía duas covinhas que ela conhecia de vista.
É, parecia que o desapego de coisas falsas era uma das qualidades de Priick.
E de fato, ela não se sentia triste, não se sentia vazia, não se sentia amarga, com vontade de chorar até não poder mais. Por mais estranho que parecesse e que fosse, ela se sentia completa. E feliz por saber que tinha um amigo, e não mais um rival, e que não era mais enganada por si mesma.

Fim do capítulo 48;

2 notas de rodapé:

# Louis disse...

Own qq demais. fim da rivalidade e pra sempre sempre a verdadeira amizade ♥

-se abrir vagas para rivais eu qro ser ! hahaha -brincadeira

Coisasdemenina disse...

Agoora pra sempree a amizadee sem mais nenhuma briiga \o/

Beiijos ;*